Certificações para residências no Brasil: LEED HOME e Selo Casa Saudável ampliam as opções do mercado - SustentArqui

Rio de Janeiro 16/10/2015 | 14:44 - Por: Redação Sustentarqui

Certificações para residências no Brasil: LEED HOME e Selo Casa Saudável ampliam as opções do mercado

Certificações para residências no Brasil:

Novas certificações para residências no país;LEED HOME e Selo Casa Saudável; ampliam as opções do mercado de construções sustentáveis para lares no país.

A certificação LEED for Homes está presente em mais de 150 países. No Brasil, será trabalhada diretamente pelo Green Building Council norte-americano e primeiro projeto no país, em Campinas (SP) será caso apresentado na Expo Arquitetura Sustentável.

Após grande crescimento de certificações para prédios corporativos, um dos movimentos mais intensos do setor, agora, é a qualificação de residências para métodos e práticas verdes.

Marcos Casado diretor da Sustentech Desenvolvimento Sustentável, explica que no selo LEED, por exemplo, o crescimento de projetos residenciais tem sido visível. “No Brasil, ainda não tínhamos projetos residenciais com essa certificação, mas agora surge um em Campinas (SP).

Na Expo Arquitetura Sustentável, feira e congresso que acontece de 10 a 12 de novembro de 2015, vamos apresentar esse estudo de caso. Quando você constrói residências, não tem como proibir, por exemplo, que a pessoa fume em sua própria casa. Então, algumas questões do LEED NC ou Core and Shell não são aplicáveis”. O especialista também confirma para esse tipo de selo que os gastos de construção não passam de 5% a 10% do valor de um projeto tradicional.

O conceito do LEED for Homes trabalha com inovações nos projetos. Privilegia, por exemplo, localização, com mais opções de transporte público. Estar em bairros já sustentáveis garante pontuação também, como é o caso da Ilha Pura na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, ou o Parque da Cidade no Morumbi, em São Paulo. A seleção do terreno também é importante: deve-se atentar para preservação de espécies nativas e detecção de riscos de alagamento.

A engenheira Lourdes Printes, diretora da LCP Engenharia e Construções, esclarece que, nos Estados Unidos, por exemplo, há atualmente 56.380 projetos registrados no LEED for Homes, e uma de 800 projetos internacionais registrados na Europa, América Latina , China e África. “A certificação LEED for Homes, para casas unifamiliares e edifícios multifamiliares de até 20 pavimentos, está presente em mais de 150 países.

Mas, no Brasil, não será representada pelo GBC Brasil, que apoia a Certificação Nacional do Referencial Casas. Todo o processo de LEED for Homes será analisado diretamente pelo USGBC, com a participação de profissionais brasileiros auditados por profissionais Green Raters”. Essa mão de obra será treinada em parceria com a MaGrann Associates e a Green Design Consultoria Sustentável.

Printes ainda explica que o LEED for Homes é uma certificação que visa o bem estar não somente da comunidade e do meio ambiente mas, principalmente do agente de uso, ou seja o proprietário que viverá e será impactado pelo produto final. “A certificação observa e promove práticas e emprego de materiais e tecnologias que propiciem o melhor para os aspectos saudáveis deste ambiente”.

Outros parâmetros do LEED for Homes:

– acesso a espaços abertos e comunitários;

– gerenciamento de águas pluviais durante a construção e operação reduzindo a erosão

– controle de pragas e doenças;

– densidade compacta para diminuir necessidade de infraestrutura;

– redução de resíduos

– uso eficiente de água

– sistemas de irrigação

– eficiência energética

– iluminação natural

– análise do ar interno

 

Outro tema abordado por Casado é a certificação Casa Saudável. O selo também apresenta abordagem que analisa os tipos de material e os males que eles podem ou não causar no usuário final, o morador. O foco é construir um ambiente saudável em 11 categorias. Entram questões relacionadas ao ambiente como desenho arquitetônico, psicologia saúde, iluminação, qualidade acústica ou como são fabricados cada material.

Agenda Expo Arquitetura Sustentável:
– No dia 11 de novembro, às 9h, Marcos Casado apresenta o tema Como as crises energética e hídrica impactam na construção sustentável, na sala 2.
– No dia 12 de novembro, às 9h, o diretor do Selo Casa Saudável, Allan Lopes apresenta o tema Certificação Selo Casa Saudável, na sala 3
– No dia 12 de novembro, às 9h40, Lourdes Printes, diretora da LCP Engenharia; Mark Grann CEO da MaGrann Associates e Cristina Shoji, diretora da Green Design apresentam a 1º LEED for Homes no Brasil – Residência Campinas Alphaville, na sala 3
Mais informações: www.expoarquiteturasustentavel.com.br

 

Fonte: Assessoria de Imprensa Expo Arquitetura Sustentável

, , , , , ,

Comments

uso da taipa de pilão na austrália

Uso da taipa de pilão na Austrália e as diferenças para o método tradicional

O uso e o desenvolvimento atuais da taipa de pilão na Austrália, mais precisamente, em experiências vivenciadas e ...
Livro - Arquitetura Ecológica

Livro – Arquitetura Ecológica

O livro – Arquitetura Ecológica, trata da sensível degradação do meio natural que obriga profissionais da ...
A Casa Ecológica

Livro – A Casa Ecológica

  No livro A Casa Ecológica apresenta uma perspectiva histórica das construções no Brasil, desde as ocas até ...

Produtos Sustentáveis mais procurados

Tanque Coletor de Água de Chuva ( Cisterna Aparente )

Tanques para captação de água de chuva.

Ecofossa- sistema ecológico de tratamento de esgoto

Ecofossa é um sistema ecológico de tratamento de esgoto que maximiza ações de bactérias e não utiliza energia ...

Notícias mais acessadas

dicas para reaproveitar pallets

Dez dicas para reutilizar paletes de madeira

Afinal, o que é um pallet ou palete? Para que serve? A palavra pallet é de origem inglesa, e em português se ...
vantagens telhados verdes

Vantagens e desvantagens de um telhado verde. Veja exemplos.

Telhado verde, terraço jardim, cobertura vegetal, ecotelhado, telhado ecológico, são vários nomes para esse sistema ...