Fruta pode tornar painéis solares mais baratos e ecológicos - SustentArqui

Rio de Janeiro 08/05/2017 | 8:02 - Por: Redação Sustentarqui

Fruta pode tornar painéis solares mais baratos e ecológicos

Pesquisadores do Instituto Indiano de Tecnologia (IIT) descobriram que um pigmento encontrado no jamun absorve grandes quantidades de luz solar, e acreditam que usá-lo para produção em massa pode tornar os painéis solares mais baratos e eficientes.

O nome científico da pequena fruta preta oriunda do sul da Ásia é Syzygium cumini. Apelidada por eles como ‘Fruto dos Deuses’ e conhecida aqui no Brasil por jamelão, possui alta concentração da antocianina, um corante natural que também é encontrado em outras frutas similares, como as framboesas, cerejas, açaí, entre outras.

O estudo de Soumitra Satapathi e seu assistente Roorkee foi publicado recentemente no periódico científico IEEE Journal of Photovoltaics. Satapathi explicou que a cor escura da fruta e a abundância de árvores do tipo no campus da IIT, inspirou a ideia.

 

Fruta pode tornar painéis solares mais baratos e eficientes

Foto: Rajesh Dang/Wikimedia Commons – CC BY-SA 3.0

 

Os cientistas extraíram o pigmento usando etanol e descobriram que a antocianina era um grande absorvedor termo-solar, então usaram a substância como um sensibilizador em células solares sensibilizadas por corantes (“Dye-Sensitized Solar Cells” ou  DSSCs, em inglês).

Segundo o estudo, a utilização do pigmento poderia deixar os painéis solares mais baratos, diminuindo o custo em até 40%.

Apesar do resultado do estudo ser animador, ainda há um longo caminho a percorrer. A eficiência do corante natural é de apenas 0,5% em comparação com a as células solares tradicionais que proporcionam mais de 15% de eficiência. Mas os pesquisadores acreditam que, com mais desenvolvimento, seria possível aumentar muito a sua eficiência.

A maioria das células solares hoje são feitas de silício monocristalino ou silício policristalino. Embora o silício seja abundante na Terra, a produção de células de silício ainda é bastante cara.

Além de baratear o processo, as antocianinas são moléculas biodegradáveis ​​e não tóxicas, podendo fornecer uma alternativa mais ecológica para a produção de células solares sensibilizadas.

O uso dessas células pode ser muito benéfico para Índia, considerando a abundância da fruta, a constantemente falta de energia que enfrentam, e pelo fato do país ter a meta de alcançar 40% de seu abastecimento energético proveniente de fontes renováveis até 2030.

 

Se a pesquisa for um sucesso, será que podemos usar a inovação com o nosso açaí?

 

Fonte: Quartz 

,

Comments

iptu amarelo SALVADOR

IPTU Amarelo: Salvador dará desconto à casas com energia solar

Após o IPTU Verde, prefeitura de Salvador lança o programa IPTU Amarelo, que concede desconto de 10% no valor pago ...
bandeira vermelha energia solar

Bandeira vermelha: é hora de gerar sua própria energia!

O mais recente anúncio da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), publicado no dia 24 de outubro de 2017, foi ...
Painéis solares giratórios são destaque na nova obra de Shigeru Ban

Painéis solares giratórios são destaque na nova obra de Shigeru Ban

O premiado arquiteto Shigeru Ban projetou um complexo de música, perto de Paris, em forma de ovo e uma fachada ...

Produtos Sustentáveis mais procurados

Tanque Coletor de Água de Chuva ( Cisterna Aparente )

Tanques para captação de água de chuva.

Ecofossa- sistema ecológico de tratamento de esgoto

Ecofossa é um sistema ecológico de tratamento de esgoto que maximiza ações de bactérias e não utiliza energia ...

Notícias mais acessadas

dicas para reaproveitar pallets

Dez dicas para reutilizar paletes de madeira

Afinal, o que é um pallet ou palete? Para que serve? A palavra pallet é de origem inglesa, e em português se ...
vantagens telhados verdes

Vantagens e desvantagens de um telhado verde. Veja exemplos.

Telhado verde, terraço jardim, cobertura vegetal, ecotelhado, telhado ecológico, são vários nomes para esse sistema ...