Arquitetura ecológica x Arquitetura sustentável - SustentArqui

Rio de Janeiro 31/07/2015 | 19:51 - Por: Juliana Rangel

Arquitetura ecológica x Arquitetura sustentável

diferença entre arquitetura ecológica e arquitetura sustentável

Foto: Estate Lättenstrasse, Suíça e BedZed, Inglaterra

Apesar do versus no título, a arquitetura ecológica e a arquitetura sustentável não são antagônicas, ao contrário são tão parecidas em conceito que muitos consideram como expressões sinônimas, a diferença muitas vezes é mais um caso de ênfase do que uma definição precisa.

Por ser um questionamento frequente, vamos tentar esclarecer as diferenças e semelhanças destes dois termos.

Definição de Arquitetura ecológica:

Para melhor compreensão, começamos com o conceito de ecologia. A palavra Ecologia tem origem no grego “oikos”, que significa casa, e “logos”, estudo. Em 1869, o cientista alemão Ernst Haeckel foi o primeiro a usar este termo para designar o estudo das relações entre os seres vivos e o ambiente em que vivem.

Logo, a arquitetura ecológica é aquela que tem cuidado especial com a integração do edifício com o meio ambiente, procurando causar o menor impacto possível à natureza.

Está associada à técnicas passivas de construção, como iluminação e ventilação natural, às estratégias verdes, como os jardins verticais e os telhados verdes, ao aproveitamento da água da chuva, e ao uso de materiais locais e naturais como por exemplo; a terra, o bambu, tijolos ecológicos, entre outros.

 

Definição de Arquitetura sustentável:

O conceito de sustentabilidade é mais novo e mais difícil de definir. O termo “sustentável” tem origem do latim sustentare, que significa sustentar, apoiar e conservar. A definição mais conhecida é a do relatório Brundland, (1987) da ONU  – “desenvolvimento sustentável é aquele que atende as necessidades das gerações atuais sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atenderem a suas necessidades e aspirações”. Mas muitos estudiosos, discutem e complementam esta definição. Por exemplo Leonardo Boff no seu artigo Sustentabilidade: tentativa de definição disse: ” Esse conceito é correto mas possui duas limitações: é antropocêntrico (só considera o ser humano) e nada diz sobre a comunidade de vida (outros seres vivos que também precisam da biosfera e de sustentabilidade)”

Outra definição muito usada é o tripé da sustentabilidade, que é formado por três elementos; econômico, ambiental e social. Esse conceito foi criado nos anos 1990 pelo sociólogo britânico John Elkingtonque.

sustentabilidade - arquitetura sustentável

 

Portanto a arquitetura sustentável é aquela que busca minimizar os impactos ao meio ambiente, sendo ecologicamente correta, mas também deve promover o desenvolvimento social e cultural, além de ser viável no âmbito econômico.

O tema dominante na construção sustentável é a eficiência energética e hídrica, para alcançá-la pode-se usar as mesmas técnicas passivas da construção ecológica, mas além disso, também pode ser adicionado o uso de novas tecnologias que otimizam a edificação, como por exemplo o uso de painéis solares fotovoltaicos, materiais fabricados em escala industrial e sistemas de automação, entre outros.

Tem que ser levado em conta também a saúde dos usuários, o ciclo de vida da edificação e dos materiais; incluindo a qualidade e a durabilidade, além dos fatores sociais, como por exemplo a condição de trabalho dos funcionários envolvidos na obra.

 Afinal qual a diferença entre Arquitetura sustentável e Arquitetura ecológica?

Esta claro que os conceitos são semelhantes. Uma edificação ecológica pode ser sustentável e uma edificação sustentável pode ser ecológica, mas não necessariamente.

Uma construção ecológica pode não ser sustentável, quando, por exemplo, apesar de não agredir o meio ambiente o edifício tiver um ciclo de vida curto, ou a necessidade constante de manutenção que torne o uso financeiramente inviável, ou até quando não forem cumpridos os direitos dos trabalhadores.

 

Como dissemos no início, os conceitos são mais uma questão de ênfase e tem significados diferentes para cada pessoa. Para muitos a própria definição de arquitetura, da boa arquitetura, já quer dizer uma arquitetura ecológica ou sustentável. O importante é ao projetar ter em mente todos os conceitos acima, independente do nome, até porque dificilmente uma edificação será 100% sustentável, por mais cuidado que se tenha ao pensá-la, sempre existe algum tipo de impacto, seja ele ambiental, social ou econômico. Mas o ideal é que seja o menor impacto possível.

 

Concorda com as definições? Deixe o seu comentário.

,

Comments

economizar agua em condominios

Conheça boas práticas para economizar água em condomínios

Preocupação recorrente para quem quer ajudar a manter o planeta Terra saudável e ainda ao meio-ambiente conservado, ...
Arquitetura Dos Índios da Amazônia - capa livro

Arquitetura Dos Índios da Amazônia – Livro

Johan van Lengen, autor do best-seller – Manual do Arquiteto Descalço, surge com outra obra que explora a ...
banho mais sustentável

Banho mais sustentável: veja como economizar e proteger o planeta

Tomar banho nunca foi sinônimo de economia. No entanto, novas alternativas estão sendo criadas para diminuir o ...

Produtos Sustentáveis mais procurados

Tanque Coletor de Água de Chuva ( Cisterna Aparente )

Tanques para captação de água de chuva.

Ecofossa- sistema ecológico de tratamento de esgoto

Ecofossa é um sistema ecológico de tratamento de esgoto que maximiza ações de bactérias e não utiliza energia ...

Notícias mais acessadas

dicas para reaproveitar pallets

Dez dicas para reutilizar paletes de madeira

Afinal, o que é um pallet ou palete? Para que serve? A palavra pallet é de origem inglesa, e em português se ...
vantagens telhados verdes

Vantagens e desvantagens de um telhado verde. Veja exemplos.

Telhado verde, terraço jardim, cobertura vegetal, ecotelhado, telhado ecológico, são vários nomes para esse sistema ...