Em Curitiba prefeito aprova a Lei da Bicicleta - SustentArqui

Rio de Janeiro 23/01/2015 | 17:08 - Por: Cristiane Nunes

Em Curitiba prefeito aprova a Lei da Bicicleta

Lei da Bicicleta

Imagem: Maurilio Cheli/SMCS

Desde do início de sua gestão, o prefeito Gustavo Fruet, tem dado prioridade à bicicleta como meio de transporte, e aprovou nesse mês a Lei n.º 14.594. O projeto foi formulado pela Comissão de Participação Legislativa da Câmara Municipal, a proposta de iniciativa popular, foi sugerida a partir de sugestão da Associação Paranaense de Encaminhamento Legislativo Autônomo (Apela).

A nova legislação leva o nome de Lei da Bicicleta e reforça a política de mobilidade urbana do municipio, determinando que 5% das vias urbanas devem ser destinadas a construção de ciclofaixas e ciclovias, de maneira integrada ao transporte coletivo.

Outras medidas foram tomadas nesse sentido pelo prefeito, a instalação da Via Calma na Avenida Sete de Setembro e a expansão, até o momento, de 50% da malha cicloviária. A prefeitura apresentou um projeto ao ministro das cidades, Gilberto Kassab, pedindo recursos do governo federal para a implantação de 300 quilômetros de vias cicláveis em Curitiba até o final de 2016.

Veja alguns exemplos de cidades que incentivam o uso da bicicleta, no Brasil e no mundo.

A construção das novas ciclovias em Curitiba segue alguns padrões:

(As diretrizes não se aplicam às ciclofaixas existentes na cidade.)

– mão única em cada faixa, no mesmo sentido dos carros;
– demarcação dos símbolos de bicicleta no pavimento, no mesmo sentido da faixa;
– largura no mínimo de 1,5 metro;
– pavimento demarcado por contraste de cor, de acordo com a orientação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran);
– instalação de tachões bidirecionais na cor amarela para separar a ciclofaixa das ruas e avenidas.
– bicicletários ou estacionamentos em terminais de transporte coletivo, estabelecimentos de ensino, shopping centers, supermercados, praças e parques públicos.

Fonte: curitiba.pr.gov.br

 

Lei da bicicleta em Curitiba

Imagem: Luiz Costa/SMCS

LEI DISPÕE SOBRE ÁREAS DE ESTACIONAMENTO PARA BICICLETAS E MOTOCICLETAS EM EDIFÍCIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS:

No meio do ano passado a câmara de Curitiba aprovou também a alteração na Lei municipal 6.273/1981 sobre vagas destinada a automóveis, que deve ser cedido 5% (cinco por cento) da área, para bicicletas e motocicletas nos condomínios de Curitiba. A aplicação da lei sobre os antigos condomínios dependerá de regulamentação do Executivo, mas os novos empreendimentos já terão que se adaptar.

 

, , , ,

Comments

Edifícios de Zero Energia

Centro Sebrae de Sustentabilidade é finalista do prêmio mundial do BREEAM

O Centro Sebrae de Sustentabilidade (CSS), unidade de referência nacional do Sistema Sebrae em sustentabilidade, ...
projeto sustentável recepção greenpeace

Projeto sustentável transforma recepção do Greenpeace em SP

O Greenpeace Brasil promoveu um concurso para a revitalização da recepção do escritório da ONG em São Paulo. Os ...
Abrigos de bambu em Bali

Abrigos de bambu promovem transformação social em Bali

Abrigos de bambu para catadores de lixo projetados pela empresa IBUKU, especialista em construções sustentáveis, ...

Produtos Sustentáveis mais procurados

Tanque Coletor de Água de Chuva ( Cisterna Aparente )

Tanques para captação de água de chuva.

Ecofossa- sistema ecológico de tratamento de esgoto

Ecofossa é um sistema ecológico de tratamento de esgoto que maximiza ações de bactérias e não utiliza energia ...

Notícias mais acessadas

dicas para reaproveitar pallets

Dez dicas para reutilizar paletes de madeira

Afinal, o que é um pallet ou palete? Para que serve? A palavra pallet é de origem inglesa, e em português se ...
vantagens telhados verdes

Vantagens e desvantagens de um telhado verde. Veja exemplos.

Telhado verde, terraço jardim, cobertura vegetal, ecotelhado, telhado ecológico, são vários nomes para esse sistema ...