A importância do brise na arquitetura bioclimática - SustentArqui

Rio de Janeiro 20/06/2017 | 18:19 - Por: Cristiane Nunes

A importância do brise na arquitetura bioclimática

brise

Imagem Principal: One Airport Square, Ghana - Mario Cuccinella Architects.– Imagem: Fernando Guerra. Casa Toblerone, São Paulo - Projeto: Studio MK27 - Marcio Kogan + Diana Radomysler - Imagem: Nelson Kon. Restaurante Bossa, São Paulo - Rosenbaum e Muti Randolph – Imagem: Tuca Reines. Imagem 4: Detalhe de um brise móvel.

O brise é um dos elementos que contribuem para obter uma arquitetura mais sustentável. O seu uso adequado reduz o consumo energético, dentre uma das diversas vantagens para as edificações.

brise-soleil – o mesmo que quebra-sol, é um elemento arquitetônico, que consiste em uma série de lâminas, móveis ou fixas, verticais, horizontais ou mistas, que controlam a entrada da radiação solar nos ambientes internos.

O que é a radiação solar?

A radiação solar é a designação dada à energia radiante emitida pelo sol, em particular aquela que é transmitida sob a forma de radiação eletromagnética.

Para uma região com clima tropical, por exemplo, a radiação solar é a principal causa para o desconforto térmico nas edificações. O ganho de calor, produzido pela absorção de energia solar que atinge a superfície das construções, causam tal desconforto.

Onde surgiu o brise?

Elemento da arquitetura modernista nas décadas de 30 e 40, o brise, segundo algumas literaturas, foi concebido pelo arquiteto franco-suíço Le Corbusier. O elemento está presente em edificações emblemáticas de sua autoria como a Unidade de Habitação de Marseille, no sul de Marselha, na França e no prédio do Ministério da Educação e Saúde Pública (hoje Edifício Gustavo Capanema), no Rio de Janeiro, que teve sua contribuição no conceito do projeto.

brise

Unidade de Habitação de Marseille. Imagem: Dom Dada

brise solei edifício gustavo capanema

Edifício Gustavo Capanema. Imagem: Mariana de Holanda

 

O brise passou a fazer parte da construção no mundo todo ao longo dos séculos XX e XXI, e tem sido utilizado nas mais variadas formas, e até nos sofisticados mecanismos do arquiteto espanhol, Santiago Calatrava.

brise solei museu do amanhã

Estrutura móvel do museu do Amanhã que serve de brise e contém placas fotovoltaicas para captação de energia solar. Foto Creative Commons

 

Os cobogós, as vegetações, as marquises etc., assim como os brises são exemplos de elementos de proteção solar externos. As venezianas e as cortinas são consideradas como elementos de proteção solar internos. A escolha do tipo de material destes dispositivos, deve ser adequada para dificultar a absorção de calor nas fachadas.

Relacionado: Brise-soleil natural compõe a fachada de edifício em Chipre 

Qual a melhor posição do brise, para um funcionamento ideal?

Para uma aplicação ideal do brise, é necessário fazer uma análise para descobrir de que forma a radiação solar entra no edifício. Pode ser pelas aberturas, ou pela absorção na superfície externa. Desta forma, fica mais fácil saber qual tipo de brise será utilizado, qual ângulo é ideal, qual material deixa passar a luminosidade, ventilação, visibilidade, levando em consideração os custos e manutenção.

De modo geral os brises aplicados na horizontal são mais utilizado quando o sol está mais alto, no Brasil seria a fachada norte a mais indicada. Já nas fachadas leste por receber o sol da manhã, e a oeste, o sol da tarde, os brises instalados na vertical são mais utilizados e eficientes, por causa da angulação solar.

Vantagens do brise – soleil:

– Controle de radiação solar;

– Conforto térmico interno;

– Redução de carga térmica;

– Conforto Ambiental;

– Eficiência energética;

– Iluminação natural;

– Ventilação natural.

Apesar das vantagens acima, levar em consideração os tipos de brises para:

– Altura dos edifícios;

– Peso dos elementos;

– Mobilidade ou movimentação;

– Limpeza / manutenção.

O uso dos brises pode ter um peso significativo nas certificações verdes como LEED e AQUA, no quesito de eficiência energética e desempenho térmico e luminoso.

 Veja também: Fachadas Eficientes – considerações e estratégias para o desenvolvimento da envoltória dos Green Buildings 

 

, , ,

Comments

banho mais sustentável

Banho mais sustentável: veja como economizar e proteger o planeta

Tomar banho nunca foi sinônimo de economia. No entanto, novas alternativas estão sendo criadas para diminuir o ...
Como ter uma casa em container

Como ter uma casa em container em seis etapas

Como ter uma casa em container em seis etapas de contratação do serviço, explicado por uma especialista nesse tipo ...
manual de construção com terra

Manual de Construção Com Terra : uma Arquitetura Sustentável – livro

O livro Manual de Construção Com Terra : uma Arquitetura Sustentável escrito pelo arquiteto alemão Gernot Minke, um ...

Produtos Sustentáveis mais procurados

Tanque Coletor de Água de Chuva ( Cisterna Aparente )

Tanques para captação de água de chuva.

Ecofossa- sistema ecológico de tratamento de esgoto

Ecofossa é um sistema ecológico de tratamento de esgoto que maximiza ações de bactérias e não utiliza energia ...

Notícias mais acessadas

dicas para reaproveitar pallets

Dez dicas para reutilizar paletes de madeira

Afinal, o que é um pallet ou palete? Para que serve? A palavra pallet é de origem inglesa, e em português se ...
vantagens telhados verdes

Vantagens e desvantagens de um telhado verde. Veja exemplos.

Telhado verde, terraço jardim, cobertura vegetal, ecotelhado, telhado ecológico, são vários nomes para esse sistema ...