Tendências da construção sustentável para 2017. Confira:

Rio de Janeiro 10/01/2017 | 17:19 - Por: Redação Sustentarqui

Tendências da construção sustentável para 2017

Tendências da construção sustentável

Reforma sustentável no museu Biesbosch na Holanda - Foto: Ronald tilleman . Fachada com energia solar integrada

Jerry Yudelson é considerado um mestre no assunto Greenbuilding.  Autor de vários livros, como por exemplo; Projeto Integrado e Construções Sustentáveis, sempre dita as tendências da construção sustentável para os próximos anos.

Cinco dessas 10 tendências da construção sustentável giram em torno da energia: eficiência energética, energia líquida zero, gerenciamento de energia baseado em nuvens (e dados), divulgação de desempenho energético e energia solar.

Estas tendências são em grande parte impulsionadas por duas considerações práticas: primeiro, para a maioria dos edifícios, a energia é o maior custo operacional incontrolável e precisa ser reduzida; Em segundo lugar, a crescente compreensão de uma conexão entre o uso de energia no edifício e as mudanças climáticas globais significa que as políticas de responsabilidade social corporativa e de governo local resultarão em aumento da demanda por soluções de eficiência energética.

Tendências da construção sustentável

 

10 Tendências da construção sustentável para 2017 -2020:

1: O crescimento das certificações de edifícios verdes deve desacelerar

O mercado de certificações para edifícios verdes na América do Norte, Europa, Oriente Médio e Ásia-Pacífico continuará a crescer nos segmentos de edifícios comerciais, especialmente para prédios de escritórios maiores, imóveis corporativos e prédios universitários e governamentais de alto nível.

Mas a desaceleração nas certificações de projetos nos EUA desde 2012 fez com que os projetos fora dos EUA agora representem quase 35% das certificações LEED totais anuais. O Brasil está na quarta posição entre os países com maior número de projetos registrados e certificados. Os novos e mais caros pré-requisitos encontrados, no agora exigido, LEEDV4 indicam que nada deve mudar nesse quadro.

Saiba mais sobre o LEED v4 e suas atualizações

 

2: A redução de emissões de carbono através da eficiência energética ganhará força

Em muitos aspectos, a eficiência energética é uma tendência mais forte do que a certificação de edifícios sustentáveis. Ainda há enormes oportunidades de eficiência energética, e a maioria está concentrada em apenas 25% dos edifícios existentes nos Estados Unidos, de acordo com a FirstFuel Software. Uma abordagem mais eficaz em termos de custos para a modernização desses edifícios existentes deverá tentar tirar partido desta natureza concentrada nas oportunidades de eficiência.

Saiba mais: Eficiência energética: um caminho para a sustentabilidade na construção

 

3: Edifícios Zero-net-energy (energia zero) atraem maior interesse

Os edifícios Zero-net-energy (ZNE) tornam-se cada vez mais comuns. Parece que todo mundo quer entrar na onda dos ZNE, a julgar pelo número de conferências especializadas em torno deste tema em 2016. Se um projeto quer ser notícia, ele precisa incorporar algo novo e “net zero” para aparecer.

Veja alguns exemplos de Edifícios Zero Net Energy

Tendências da construção sustentável

Edifício Net Zero Energy em Málaga – Foto: Jesus Granada

4: Aumenta a competição entre os sistemas de certificação

Nos Estados Unidos, o LEED pode ver uma maior concorrência nas classificações existentes do sistema de classificação “Building in Use” da BREEAM, introduzido no mercado dos EUA em junho de 2016. Também há novos participantes em nichos especializados, como centros comerciais ou interiores de escritórios.

Conheça as principais certificações de construções sustentáveis

Em 2016, a Administração de Serviços Gerais federal, mais uma vez confirmou continuar usando tanto o LEED, quanto o Green Globes para seus projetos. Mas o maior concorrente de todos os sistemas de classificação e certificação é o sistema “faça-você-mesmo” utilizado por muitos proprietários; ou a abordagem “LEED certificável”; que usa o sistema LEED para orientação de design, mas não para se preocupar em certificar a edificação.

 

5: Os proprietários de edifícios focarão em ganhos de eficiência.

Com o mercado de certificação de construções novas menos aquecido, o mercado de construção existente receberá maior atenção, especialmente com retrofits de eficiência energética e um foco renovado no uso do sistema Energy Star, nos Estados Unidos, e no Selo Procel Edificações, no Brasil. Mais proprietários de edifícios existentes implementarão retrofits de eficiência energética em 2017, também com a certificação LEED-EBOM ou BREEAM.

Conheça alguns exemplos de retrofits sustentáveis.

 

6: Edifícios verdes ficarão mais “inteligentes”

A computação em nuvem e análise de dados aumentarão em potencia e aplicação na automatização dos edifícios. Os proprietários de edifícios e as empresas de serviços terceirizados gerenciarão cada vez mais grandes edifícios remotamente, utilizando plataformas de software que fornecem monitoramento de desempenho, análise de dados, visualização, detecção e diagnóstico de falhas, gerenciamento de energia por mensagens de texto.

 

7: Cidades e estados exigirão cada vez mais dos proprietários a divulgação do desempenho dos edifício.

A maioria das grandes e médias cidades em todo os EUA estão implementando medidas para se adequarem ao novo Acordo Climático de Paris. Nos Estados Unidos, dezenas de grandes e médias cidades agora exigem que os proprietários de imóveis comerciais divulguem o desempenho energético dos edifícios aos inquilinos, compradores e, em muitos casos, ao público.

 

8: Maior interesse em edifícios saudáveis ​​e materiais de construção verdes

Uma tendência que cresceu rapidamente em 2016: o interesse em edifícios saudáveis ​​e produtos de construção verde vai aumentar, especialmente em novas construções. A transferência do CEO do USGBC, Rick Fedrizzi, para o International Well Building Institute, mostra a tendência do crescimento da certificação Well.

O Brasil também aponta para essa tendência de edifícios saudáveis com a chegada da certificação Well no país, e um selo nacional com conceitos semelhantes, chamado Selo Casa Saudável.

Conheça nosso guia de materiais para construção sustentável.

 

9: O uso da energia solar torna-se mais comum e passa a ser um componente quase indispensável em edifícios Zero Net Energy

O uso de energia solar nos edifícios continuará a crescer. Vários estados dos EUA estão implementando padrões agressivos de portfólio renovável (RPS).

No Brasil, principalmente após a aprovação das alterações na Resolução Normativa Aneel 482/2012 e do Lançamento do Programa de Desenvolvimento da Geração Distribuída de Energia Elétrica (ProGD), houve um forte aumento de edificações microgeradoras de energia. A geração de energia por consumidores cresceu 400% em 1 ano, sendo a geração por energia solar a mais popular , das 5.525 conexões, 5.437 são desse tipo .

 

10: A conservação da água mantém um apelo considerável, mas as opções de design ainda são limitadas.

A consciência da próxima crise de abastecimento de água doce em muitas regiões do mundo aumentará à medida que a mudança climática global continuar a afetar os sistemas de abastecimento de água e chuva em todo o mundo.

 

Estas tendências da construção continuarão acelerando o crescimento de edifícios ecológicos de baixo teor de carbono, a adoção de energias renováveis ​​nos edifícios e a promoção da saúde e o bem-estar nos desenhos arquitetônicos para os próximos 5 a 10 anos.

Veja e compare as previsões de Jerry Yudelson para 2014 das tendências da construção sustentável.

 

Fonte: Reiventing Greenbuilding

,

Comments

maior usina solar urbana do brasil em goiania

Maior usina solar urbana do Brasil fica em um supermercado em Goiânia

Maior usina solar urbana do Brasil foi inaugurada recentemente em um supermercado em Goiânia.  Goiânia é uma das ...
Greenbuilding Brasil 2017

Crescimento do mercado da construção verde e novas certificações marcam a 8ª Greenbuilding Brasil

A 8ª Greenbuilding Brasil Conferência Internacional e Expo, apresentou resultados que demonstraram o crescimento do ...
Certificação Zero Energy Building

Certificação Zero Energy Building será lançada no Brasil pelo GBC

A Certificação Zero Energy Building para as edificações que comprovarem que o consumo de energia local de sua ...

Produtos Sustentáveis mais procurados

Tanque Coletor de Água de Chuva ( Cisterna Aparente )

Tanques para captação de água de chuva.

Ecofossa- sistema ecológico de tratamento de esgoto

Ecofossa é um sistema ecológico de tratamento de esgoto que maximiza ações de bactérias e não utiliza energia ...

Notícias mais acessadas

dicas para reaproveitar pallets

Dez dicas para reutilizar paletes de madeira

Afinal, o que é um pallet ou palete? Para que serve? A palavra pallet é de origem inglesa, e em português se ...
vantagens telhados verdes

Vantagens e desvantagens de um telhado verde. Veja exemplos.

Telhado verde, terraço jardim, cobertura vegetal, ecotelhado, telhado ecológico, são vários nomes para esse sistema ...